quinta-feira, 9 de julho de 2009

É DE RIR, MAS FAZ CHORAR


Poema feito por Kleber, que não gosta de ser chamado de Kleber, mas sim de Bay. Diz ele que foi dedicado a mim.
Fico agradecida por tanto




Eu sou um contador de causos
de causos do tipo bem triste
se me ver derramar uma lágrima
comovido por mim não fique
faz parte da minha penumbra
fazer o palhaço chorar
a plateia aplaudir de pé
a historia que vou lhe contar

Com a vida eu to de mal
por não tirar a minha dor
a saudade da mulher
que dos meus sonhos se mudou
quem me dera ela voltar
esse ano ou fim do mês?
e fazer o meu sonhar
mais bunito outra vez

Eu plantei no meu jardim
uma rosa com teu nome
por ser bonita demais
dela o sol não se esconde
o palhaço quando viu
não aguentou e chorou
de ver o sol apaixonado
por tão pequenina flor

O final desse causo
não é tão alegre assim
pois o sol sempre longe
não se sente tão feliz
porque ao se aproximar
da rosa se faz o fim.

Um comentário:

Carol Machado disse...

tbm sou contadro de causos, e causos triste, mas sempre tento levar a vida a livre possivel, não tenho ninguem a olhar por mim, só eu e eu. vivo em um mundo feliz, que as vezes despenca de agua, agua doce que cai de uma pequena fortaleza, bem de um cantinho de um rosto, meigo e triste, que fala o q os outros querem escutar, masi não acha o q quer escutar.